Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Efetuar Logon
Login:
Senha:
mais depoimentos »
A) Marco na história social de nossas crianças e adolescentes (20 anos)

Creio que seja lugar comum dizer que o ECA é um marco na história social de crianças e de adolescentes no Brasil, visto que passamos a enxergá-los como sujeitos de direitos e não mais um por vir, algo que ainda vai ser, o futuro da nação.
 
No dia de seu vigésimo aniversário, temos que colocar na balança nossas conquistas e nossos desafios. Infelizmente ainda presenciamos em nossos cotidianos a permanência de velhos hábitos e velhos costumes que permitem que os direitos de crianças e adolescentes permaneçam sendo negados ou negligenciados. Graças a essas práticas percebemos ainda resquícios da visão menorista em nossa sociedade.
 
Mas diante desse panorama, o que fazer? Se por um lado essas práticas persistem, por outro lado percebemos a existência de diversas frentes de atuação em prol da doutrina da proteção integral e, com isso, percebemos que é possível abrir brechas nesse cotidiano de velhas práticas simplistas e equivocadas.
 
Somente através de nossas atuações diárias, em que nos recusamos a nos conformar com esse panorama e agimos de acordo com os preceitos trazidos pelo ECA, conseguiremos abrir cada vez mais brechas, a ponto de estabelecer de maneira definitiva a concepção de crianças e adolescentes são sujeitos em estágio peculiar de desenvolvimento e que seus direitos devem ser integralmente garantidos.

Fonte: Vivian Veiga - Cientista Social e coordenadora de atividades do Programa Escola de Conselhos
LEDES.NET

© CopyRight 2011 ¤ Programa Escola de Conselhos
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul ¤ Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis
Cidade Universitária ¤ Caixa Postal 549 ¤ CEP 79070-900 ¤ Campo Grande, MS - Brasil
Telefone/Fax: 67 3345-7724 ¤ escoladeconselhos@ufms.br